Happy Baby Hour (ou um chá de bebê diferente)

Fiquei em dúvida por meses se eu devia ou não fazer o tradicional chá de bebe. Não que não goste de uma festa, pelo contrário, eu adoro, e celebrar este momento tão especial seria ótimo, senão fosse as contas e inúmeras coisas que tinha/tenho que providenciar para a chegada do bebe, e como sabem, a lista é imensa e os preços também. Então, pensar em realizar um chá de bebe foi uma a primeira (das minhas várias) dúvidas.
Houve pessoas que ficavam horrorizadas quando eu comentava que tinha duvidas sobre organizar ou não este evento (como se o mundo fosse acabar por eu decidir isto, e senão, eu morreria de arrependimento para sempre..rs), e outras que afirmavam ser supérfluo mesmo, e eu ficava pensando nos pós e nos contras de realizar um chá de bebe, tentando achar uma resposta se eu queria mesmo fazer ou estava sendo levada pela 'obrigação' do tal evento na vida de uma gestante. 
Perguntei para umas amigas que fizeram o que elas achavam, se gostaram da experiência ou não, e gastei um bom tempo pensando se realizaria a tal festinha, por mais que ela fosse apenas isto, uma festinha. Pelo meu tempo, pelo trabalhão que dá, pelo dinheiro que querendo ou não a gente gasta, pelo meu cansaço físico, por muitas amigas morarem longe e nunca dá certo da gente se encontrar (imagina com dia e hora marcada...) Tudo isto passava pela minha cabeça e confesso que por várias vezes eu estava mais para o não que para o sim.
Mas nada como você se conhecer, se autoanalisar para entender os reais motivos de uma indecisão, duvida ou medo...e então, eu descobri. Na verdade, eu não gostava (e não gosto) dos chás de bebes tradicionais, daqueles de domingo bem no meio da tarde, sol a pino, em que a gente tem que pintar a mãe, fazer as brincadeiras de adivinhar tamanho da barriga, a data do nascimento, adivinhar qual é o presente, essas coisas. Eu já fui em alguns e de verdade nunca curti muito. Sempre vou e irei pela amizade com a pessoa, que é o que importa, mas confesso que não é um dos meus eventos favoritos. E foi então que tive o insight que o meu não precisaria ser um chá de bebe. Poderia ser algo diferente, mais descontraído, por que não? E assim tive a ideia de mudar o conceito do negocio e organizei um Happy Baby Hour.
A ideia era simples: uma festinha numa sexta-feira, no final do expediente, para todo mundo sair do trabalho e se reunir para bater papo, tirar fotos, comer e beber comidinhas gostosas e só. E foi isto que aconteceu.
Organizei tudo com muito carinho em menos de duas semanas, deu um trabalhão danado mas fiquei feliz em ver as amigas chegando para festejar comigo. Fez um calor absurdo naquele dia, choveu, teve tempestade, até a decoração do lugar caiu tamanha a ventania que teve, e no final, eu e meu marido tivemos que organizar e limpar tudo porque outros usariam o salão no dia seguinte logo cedo então, fiquei exausta com tudo, mas ainda assim, eu fiquei feliz em ter celebrado a chegada do bebe com a família e amigas, de um jeito diferente.

Consegui estas fotos porque uma amiga tirou algumas para mim durante o tempo em que ela esteve por lá. Aliás, preparei tudo com amor, pensando em cada detalhes e infelizmente eu não tive tempo de chegar antes e fotografar, e também não tinha alguém como um fotografo profissional ou amador para tirar as fotos por mim (geralmente sou eu quem saio nas festas fotografando as pessoas, a decoração, os detalhes, e desta vez não teve ninguém para fazer isto por mim...#triste) mas já fica o aprendizado para as (muitas, se Deus quiser!) comemorações que teremos com o filhote. 







Tive uma decoradora de quem aluguei os moveis e a estrutura ao fundo (e que me ajudou muito em toda a decoração) mas a maior parte foi preparada por mim. Comprei as flores naturais, os bolos (um de frutas vermelhas e o outro de cenoura com chocolate), os docinhos e as forminhas. Toda parte de papelaria foi feita por mim no Power Point (não tenho programa de edição gente, quase não tive trabalho..rs), pedi as amigas para juntarem garrafas na cor verde e elas viraram lindas bases de arranjos para as mesas (não tenho foto infelizmente). As lembrancinhas que eram cactus lindinhos, caixinhas com brigadeiros, pão de mel e outros docinhos providenciei tudo de alguns fornecedores da cidade. As bandeirinhas minha cunhada quem fez (sem foto também) e toda parte de bebidas e comidas eu encomendei, pensando no cardápio mais leve e prático possível. Tive que improvisar uma mesa grande e organizar tudo, mas tive ajuda também ;) 

4 comentários:

  1. Ficou tudo muito bonito e delicado Vanessa. Eu gostaria muito de ter ido. E olha, eu teria fotografado pra você tudinho, numa boa, hahaha
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada querida, seria ótimo ter contado com sua presença, mas sei da logística complicada...
      e verdade, você como fotógrafa eu teria muito mais fotinhos lindas!! =)
      bjo grande

      Excluir
  2. Oi, Vanessa! Agora que vi o seu comentário lá no blog! Parabéns pelo bebê! Eu acabei decidindo por não fazer o chá, mas acho muito legal. Não fiz, pois estava com obra em casa e sem cabeça nenhuma. Beijos e muita saúde pra vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Re, obrigada! Estamos aqui na expectativa da chegada dele...sua filha é muito linda, vejo fotos lá pelo Insta...parabéns a vocês também ♥

      Excluir

obrigada por deixar um comentário. É sempre bom ter interação por aqui ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...